Hisense VRF: Anti-corrosion Solution

Posted in: 22/06/2020


O tratamento específico Anti-corrosion Solution da Hisense assegura a proteção das suas unidades exteriores VRF, mesmo nos ambientes mais agressivos como regiões litorais, agrícolas (devido aos pesticidas) ou industriais.

Nestas condições, os equipamentos com tratamento anticorrosivo convencional sofrem um avanço rápido e significativo da corrosão.

Os pontos de maior vulnerabilidade face à corrosão podem ser:

  • Motores dos ventiladores e suportes;
  • Painéis;
  • Quadros elétricos;
  • Grelhas dos ventiladores;
  • Acumuladores;
  • Parafusos;
  • Grelhas de proteção do permutadores de calor;
  • Permutadores de calor.

De acordo com a norma ISO 21207, nas condições de 35°C ± 2°C, 5% de NaCl e 50g/l ± 1g/l de volume médio de spray, os seguintes componentes da Hisense VRF obtiveram aprovação nos testes de resistência de 1500 horas (equivalente a 60 anos em ambientes neutros):

  • Permutador de calor – Tecnologia Black Fin – Alhetas revestidas com resina epoxy e camada de resina hidrofílica;
  • Painéis, perfis estruturais e chapas externas do equipamento – Aço galvanizado com tratamento à base de zircónio, revestimento com spray epoxy de zinco Rich Primer e pintura a spray de Polyester Pure;
  • Quadro elétrico, suporte e placas de fixação do motor do ventilador e outras chapas metálicas internas – Aço galvanizado com tratamento à base de zircónio e revestimento com pintura a spray de Polyester Pure;
  • Grelha de proteção do permutador de calor, grelhas superiores da descarga dos ventiladores – Aço de baixo teor de carbono com tratamento à base de zircónio e imersão em resina plástica de polietileno;
  • Acumulador – Aço ao carbono com tratamento à base de Zircónio e revestimento com pintura a spray de Polyester Pure;
  • Motor – Revestimento a spray de resina acrílica;
  • Parafusos – Aço inoxidável com revestimento a spray de DACROMET.

É recomendada a adoção do tratamento Anti-corrosion Solution para unidades exteriores instaladas nas seguintes condições:

  • Quando protegidas por muros ou edifícios, a uma distância inferior a 1000 m da linha da costa;
  • Quando expostas diretamente a ventos marítimos, até 2000 m da linha da costa.

Partilhamos a continuação um vídeo demonstrativo da solução: